TRT-RN: Novos dirigentes tomam posse nesta segunda (14)

A desembargadora Auxiliadora Rodrigues transmite o cargo de presidente e corregedor do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN) ao desembargador Bento Herculano Duarte Neto, nesta segunda-feira (14), às 17h, no Teatro Riachuelo.

Juntamente com Bento Herculano, a desembargadora Maria do Perpétuo Socorro Wanderley de Castro será empossada como vice-presidente e ouvidora.

A programação da posse dos novos dirigentes para o biênio 2019-2020 será aberta com um culto evangélico, às 9:30h, no Pleno do TRT-RN, com preleção do pastor Rodrigo Lira, da Igreja Episcopal Carismática do Brasil.

Em seguida, ás 10h, o pároco da Paróquia de São Camilo de Léllis, em Lagoa Nova, padre Valtair Lira Lucas, preside uma missa em ação de graças no mesmo auditório.

A sessão solene de posse e transmissão de cargo será realizada às 17h, no Teatro Riachuelo (Shoping Midway). Os convites que permitem o acesso à solenidade já estão disponíveis no cerimonial do TRT-RN.

À noite, os empossados participarão de um jantar de adesão, às 19:30h, no Olimpo Recepções (prolongamento da avenida Prudente de Morais).

O expediente do TRT-RN se encerrará às 13h nesta segunda-feira.

O futuro presidente do TRT-RN é natalense, graduado em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, mestre e doutor em Direito das Relações Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Bento Herculano ingressou na magistratura do Trabalho aos 23 anos de idade, em setembro de 1990, ainda junto ao TRT-PB. Foi juiz titular da Vara do Trabalho de Nova Cruz, da 2ª de Mossoró e da 8ª Vara do Trabalho de Natal.

Em 2014 tornou-se desembargador do TRT-RN e, atualmente, é vice-presidente, ouvidor e diretor da Escola Judicial.

Bento Herculano também é professor titular de Direito do Trabalho da UFRN, autor de dezenas de livros e palestrante em nível nacional e internacional.

Maria do Perpetuo Socorro Wanderley de Castro é assuense. Bacharel em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, mestre em Direito pela UFPE e especialista em Direito do Trabalho (UFRN).

Atuou como Inspetora do Trabalho (Ministério do Trabalho) e procuradora do INSS e IAPAS, antes de se tornar juíza do trabalho em 1987, ainda no TRT-PB, quando presidiu as Varas do Trabalho de Macau e a 3ª de Natal.

Nomeada desembargadora em 1992, Perpétuo atuou junto ao Tribunal Superior do Trabalho, como desembargadora convocada e assessora do ministro vice-presidente Emmanoel Pereira.

Ela também é professora do Departamento de Direito Privado (Direito Civil) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *