TÔ DE OLHO: População pode denunciar aglomerações e outras violações da quarentena no RN através de aplicativo

Em funcionamento há dois meses, o aplicativo “Tô de Olho” é uma parceria estadual, via fornecimento de dados da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), com o Ministério Público do Estado (MP-RN) e o Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN). Durante a coletiva, o assessor de Inovações Tecnológicas do MP-RN, Israel Garcia, explicou a importância da ferramenta no combate ao novo coronavírus: “É uma ferramenta tecnológica que se soma aos esforços para conter a epidemia. Temos 15 mil pessoas cadastradas e 2.800 mil denúncias de 92 cidades diferentes”.

O sistema trabalha com três eixos: denúncia, dados de isolamento social e identificação de pessoas infectadas. Nele, a população pode denunciar aglomerações e outras violações da quarentena. O segundo eixo traz dados de isolamento social de cidades e bairros potiguares. A terceira função identifica, por meio de um algoritmo e do histórico de localização, quem teve algum contato com uma pessoa infectada no período de contágio, sem identificar os cidadãos.

“Esta é uma técnica usada em vários países e é importante na questão dos pré-sintomáticos. São informações qualificadas e muito importantes neste momento da epidemia. Assim, os usuários poderão intensificar o isolamento social e a adoção de cuidados, evitando mais ainda alguns locais. A ferramenta também serve como aliada para combater a cadeia de contágio. Quanto mais gente baixar o aplicativo, mais informações de localização teremos qualificando nossos dados”, afirmou Israel.

Os interessados podem baixar o aplicativo de forma gratuita no sistema Androide ou consulta-lo no site https://todeolho.mprn.mp.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *