Sem ambulância, idosa morre em posto de saúde de Natal

Seis ambulâncias estavam com macas presas em hospitais, diz Samu.
Equipe médica ainda tentou reanimar paciente, mas ela não resistiu.

Depois de funcionários e parentes telefonarem mais de 10 vezes para o socorro médico, uma idosa de 67 anos morreu sem ser socorrida na Unidade Mista de Saúde do bairro Cidade de Esperança, na zona Oeste de Natal. Imagens registradas pela reportagem da Inter TV Cabugi (veja o vídeo ao lado) mostram a equipe médica tentando reanimar a paciente Maria Alves de Lima, porém a mulher não resistiu.

Ao tentarem contato com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), parentes e funcionários foram informados que não havia ambulância disponível. O médico regulador do Samu Natal, Jaílson Martins, informou que no momento dos chamados seis ambulâncias estavam com macas presas no Pronto-socorro Clóvis Sarinho, na zona Sul da capital potiguar.

O problema das macas presas em hospitais de Natal já aconteceu em outras ocasiões. Sem ter como sair das unidades hospitalares sem o material, as ambulâncias permanecem nos locais aguardando o atendimento dos pacientes.

Maria Alves de Lima chegou à Unidade de Saúde de Cidade de Esperança apresentando convulsões e até o momento não se sabe a causa da morte da idosa. “Acredito que se houvesse o atendimento de suporte avançado a paciente teria mais chance. Mas não sei a causa. É preciso aguardar o laudo do Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep)”, afirmou a médica Patrícia Campos.

Do G1

Deixe uma resposta