Rosalba poderá ser afastada a qualquer momento pelos poderes constituídos do RN

 
O deputado estadual Nélter Queiroz (PMDB) afirmou na manhã desta
quinta-feira que a gestão Rosalba Ciarlini (DEM) está “ingovernável” e
que a governadora poderá inclusive ser afastada do cargo a qualquer
momento por força judicial – do mesmo modo como se deu com a então
prefeita Micarla de Sousa. “Eu adiantei no plenário da Assembleia
Legislativa o que sei de fontes de outros poderes constituídos, que por
falta de competência e de gestão da governadora Rosalba, ela poderá sim
ser afastada a qualquer momento”, declarou o deputado.
Nélter Queiroz disse que a gestão Rosalba está ingovernável porque
deixa de honrar o compromisso com os fornecedores, falta com os repasses
aos poderes constituídos, deixa de pagar em dia os servidores e não
mostra a transparência dos recursos que economizou com o decreto que
cortou 10,74% dos poderes.
“Dr. Rinaldo Reis, que é o chefe do Ministério Público, quer
explicações e Rosalba não se explica. Pra completar, soube que um dia
depois de Rosalba dizer que não teme o Ministério Público, ela convidou
um procurador, que não vou citar o nome, pedindo ajuda a ele na questão e
ela terminou chorando. Eu estou com essas informações privilegiadas, e
não quero dizer nomes”, alerta Nélter Queiroz.
Segundo o deputado, o Estado está ingovernável, mas a governadora não
demonstra interesse em resolver os problemas. “Como é que o secretário
de Desenvolvimento não despacha com o Gabinete Civil há mais de cinco
meses? Como é que pode o procurador há mais de seis meses não despachar
com o secretário-chefe do Gabinete Civil. Um governo pode continuar
desse jeito? A gente vai ficar assim parado, olhando o tempo passar? É
muito grave a situação do Estado. Há insegurança, falta de gestão, de
competência, de gerenciamento, e a governadora tirando fotografia aqui e
acolá. Quando ela leva projeto para Brasília, leva faltando fotografia.
Inversão total de prioridade e falta de responsabilidade. O Estado está ingovernável”, diz o deputado.
ORÇAMENTO
Nélter Queiroz afirma que o caos administrativo é tão devastador no
governo Rosalba que o secretário de Planejamento, Obery Rodrigues,
enviou o orçamento de 2014 para a Assembleia Legislativa sem constar a
contrapartida para as desapropriações da obra da barragem de Oiticica.
“Do Orçamento do Estado não constam os recursos para a contrapartida da
barragem de Oiticica. O dever do governo do Estado é ter a contrapartida
das indenizações, e não consta. Falei com o secretário de Recursos
Hídricos Leonardo Rego, e ela disse que estava faltando o documento que
deve ser do Planejamento, e o documento não chega. Ou seja, o governo do
Estado poderá ser culpado de paralisar a barragem de Oiticica, que é a
maior obra de recursos hídricos do Estado. Talvez Rosalba não esteja nem
sabendo. Obery não colocou o dinheiro para a contrapartida da obra, que
poderá ser paralisada”, alerta.
Durante pronunciamento nesta quarta, Nélter chamou a atenção ainda
para o não pagamento das emendas parlamentares. “O único compromisso que
o governo teve com a Assembleia Legislativa foi honrar a liberação das
emendas. O deputado Agnelo disse que até hoje o governo não liberou
nenhuma emenda. Acho que o governo está desrespeitando o Poder
Legislativo. Nós deputados, ficamos como mentirosos. Eu não quero mais
colocar emendas, porque as emendas não são liberadas e é desgastante
para nós”, afirmou.
Dessa forma, de acordo com ele, o desgaste de Rosalba também atinge
os deputados. “Tem deputado fazendo papel de papangú, palhaço, quando
leva as emendas às entidades, aos prefeitos e vereadores, e o governo
não libera. Os deputados ficam sendo chamados de mentirosos, demagogos.
Quando eu coloco as emendas, digo logo, a emenda estou colocando, mas
não vou garantir que o governo libere, porque o governo não honra com
ninguém. Nem com fornecedores, nem servidores”.

Deixe uma resposta