RN Sustentável prepara investimentos em adequação sanitária para casas de mel no Potengi

 
Mesmo em um cenário de estiagem, a criação de abelhas vem se mostrando como importante fonte de renda para criadores. O Território Potengi já registrou picos importantes na produção de mel, embora os produtos e seus derivados sejam comercializados via intermediários, ocasionando baixo valor agregado.
 
Ou seja, parte da renda que poderia ser utilizada pelo Produtor, acaba ficando com quem não participou da produção. Essa ausência de comercialização direta ao consumidor final ou aos mercados, hoje se torna inviável pela ausência de inspeção sanitária. Essa situação que só será resolvida a partir da adequação das atuais casas de mel a legislação sanitária.

Preocupados com as restrições e perdas impostas aos Apicultores, o Governo do Estado, por meio do RN Sustentável abriu Edital de investimentos, voltados a adequação dessas infraestruturas de beneficiamento do mel. No Território Potengi, 2 municípios apresentaram interesse e foram pré-selecionadas. São eles, Bom Jesus (1 proposta) e Senador Elói de Souza (2 propostas). 

 
As Associações pré-selecionadas iniciaram a fase de diagnóstico e análise de viabilidade econômico-financeira e ambiental. A fase vem sendo acompanhada pela Secretaria de Estado da Agricultura, pelos Conselhos Municipais de Desenvolvimento Sustentável e pelo Articulador do RN Sustentável no Potengi, Dário Andrade.

A ação poderá proporcionar a 1ª casa de mel inspecionada pelo Serviço Estadual, tornando o produto apto a comercialização em todo o Estado do Rio Grande Norte. Isso significa autonomia e renda dos Apicultores, já que passam a comercializar diretamente sua produção ao consumidor final ou aos mercados privados e públicos, como o PAA, PNAE e Compra Direta.

Deixe uma resposta