Rio Grande do Norte recebe certificado de área livre da febre aftosa

 
O
Rio Grande do Norte vai ser reconhecido nacionalmente como Área Livre de Febre
Aftosa com Vacinação. A assinatura da instrução normativa acontece nesta
sexta-feira (06), às 15 horas, na presença da governadora Rosalba Ciarlini e do
ministro da Agricultura, Antônio Andrade.
O Instituto de Defesa de Inspeção Agropecuária do
Estado (IDIARN) iniciou o inquérito soroepidemiológico que visa o
reconhecimento do RN como área livre da febre aftosa em outubro do ano passado.
Esse processo objetivou confirmar que o vírus da aftosa não está circulando em
território estadual.
Na primeira fase do processo, aconteceram as visitas
prévias às propriedades selecionadas pelo Departamento de Saúde Animal (DSA),
do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). 
A seleção
foi feita de forma aleatória e com base na movimentação de trânsito, analisando
o banco de dados do IDIARN. 
As propriedades selecionadas passaram pelas seguintes
etapas: visitas prévias; colheita de amostras; colheita de amostras pareadas e
monitoramento com inspeção clínica dos animais. As propriedades não puderam
movimentar os animais pertencentes às amostras (bovinos de 06 a 24 meses) até a
conclusão do processo.
Em seguida, o Idiarn enviou 4.301 amostras de sangue
da espécie bovina e 1.980 amostras de sangue de pequenos ruminantes ao
Laboratório Nacional Agropecuário do Estado do Rio Grande do Sul (LANAGRO/RS)
para realização de testes sorológicos.
Considerando os resultados favoráveis obtidos pelas
amostras colhidas em propriedades sob monitoramento, foram encerradas em maio
de 2013 as atividades do Inquérito Soroepidemiológico com vistas ao
reconhecimento do Rio Grande do Norte como Área Livre de Febre Aftosa com
Vacinação.
A governadora Rosalba Ciarlini comemorou a conquista
do certificado. “Essa vitória é histórica e se deve aos esforços de cada um dos
criadores do Estado. O RN livre de febre aftosa é, sem dúvidas, um RN mais
forte, mais competitivo no setor agropecuário, enfim, um RN maior”, concluiu a
governadora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *