Pronatec Brasil Sem Miséria próximo das 800 mil matrículas

19/10/2013 11:11
O número foi anunciado pela ministra Tereza Campello durante a formatura de 2.250 alunos em Vítória (ES). Meta de 1 milhão deve ser atingida antes do prazo
Brasília, 19 – Durante a cerimônia de formatura de 2.250 alunos do Pronatec Brasil Sem Miséria em Vitória (ES) nesta sexta-feira (18), a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, anunciou que o número de matrículas nos cursos já chega próximo de 800 mil. “Isso comprova que a população brasileira quer trabalhar. Estamos solucionando o problema de mão de obra que o país atravessa”, enfatizou.

A marca leva a acreditar que a meta de 1 milhão deva ser alcançada antes do tempo estabelecido, em meados de 2014. Ela entregou, junto com o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, os diplomas para os primeiros estudantes do Pronatec no estado.

Com a filha no colo e diploma na mão, a costureira industrial e moradora da cidade de Anchieta (sul do estado), Bruna Carla Moreira, sonha em comprar a primeira máquina de costura. “Não adianta saber, temos que colocar em prática todos os ensinamentos”, afirmou. Beneficiária do Programa Bolsa Família há 2 anos, ela ressalta que sua vida melhorou. “Antes, o dinheiro não dava. Hoje já posso comprar os uniformes escolares dos meus filhos”, exemplificou.

Depois de ser sofre um acidente automobilístico e amputar a perna, Adriana Pires Ferreira não deixou se abater. “Fiquei sabendo que o governo estava oferecendo cursos por meio do Pronatec para capacitação. Acreditei que me ajudariam a ressocializar e seriam um incentivo para uma obter uma profissão melhor. Conclui dois cursos que poderão me ajudar quando eu retornar as minhas atividades laborativas””, lembrou a cuidadora de idosos e auxiliar de recursos humanos.

Tereza Campello destacou que essas ações governamentais oferecem oportunidades as pessoas carentes para que tenham estudo de qualidade, possibilitando o aumento de sua renda. “Os cursos não são gratuitos e quem paga é o governo federal, mas vale a pena para melhorar a qualidade de vida das pessoas mais pobres.”

Os cursos tiveram duração mínima de 160 horas e foco na inserção no mercado de trabalho de jovens que estejam inscritos nos programas sociais do governo. Os beneficiários recebem alimentação, transporte e todos os materiais escolares.

Medidas estaduais – Além da formatura do Pronatec, o governo do Espírito Santo anunciou novidades no Bolsa Capixaba, que complementa a remuneração do Bolsa Família, do governo federal. A partir de novembro deste ano, serão atendidas 32 mil famílias que estão na extrema pobreza e que têm crianças na primeira infância, ou seja, com idade de 0 a 6 anos. Será um investimento de mais de R$ 24 milhões por ano.

Outro medida estadual no combate a miséria é o investimento de R$ 19 milhões no Fundo de Combate a Erradicação à Pobreza no estado (Funcop), com injeção direta no caixa dos municípios. “Ampliamos muito os investimentos na área social e, nos últimos 10 anos, o estado foi o que mais reduziu a probreza”, garantiu o governador Casagrande.

Tereza Campello destacou ainda que os resultados capixabas são frutos da parceria entre os governos federal, estadual e municipais. “A ampliação do Bolsa Família no Espírito Santo é prioridade e isso só é possível se trabalharmos em conjunto”, concluiu.

Ascom/MDS
(61) 2030-1021
www.mds.gov.br/saladeimprensa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *