Juiz Sergio Moro será o superministro da Justiça e da Segurança Pública de Bolsonaro

Resultado de imagem para fotos de sergio moro
O Juiz Federal  Sergio Moro, comandante da Operação Lava-Jato, foi convidado pelo Presidente eleito Jair Bolsonaro  e aceitou o convite para conduzir o Superministério da Justiça e da Segurança Pública.

Da governadora eleita Fátima Bezerra: “Não vou aumentar impostos e vou continuar morando na minha casa”

Resultado de imagem para fotos da governadora eleita fatima bezerra
A governadora eleita Fátima Bezerra foi enfática na entrevista que nos concedeu no Jornal da Noite, na 95 MaisFM nesta quinta-feira: do plano de sua gestão não consta aumento de impostos.
Ela tranquilizou a classe empresarial, consciente de que emprego se cria no setor privado, com o qual fará parcerias.
Apontou a segurança como prioridade e disse que já sabe onde buscar dinheiro para implementar as ações que pretende para combater o aumento da violência no Estado.
Fátima disse que só vai renunciar ao mandato de senadora quando realmente for encerrar seu mandato.
Ressaltou que não terá ‘residência oficial’, e que continuará morando em sua casa em Ponta Negra, e que na solenidade de posse, no dia primeiro de janeiro, ou vestirá vermelho ou branco.
Thaisa Galvão

VÍDEO: São Paulo do Potengi no Caldeirão do Huck

No Programa Caldeirão do Huck desse sábado, 3 de novembro, São Paulo do Potengi foi destaque. O programa apresentado por Luciano Huck teve a participação da potengiense Elisa Alves (filha de Elias de Seu Elino).
Luciano Huck entrevistou Elisa no palco do programa. Ela contou sobre o sucesso do projeto desenvolvido pelo SBP em parceria com a Prefeitura Municipal. Falou que com o projeto de combate a dengue em São Paulo do Potengi, o número de casos em 2016 que era mais de mil, caiu para apenas 64 em 2017.
Elisa contou ainda que os produtos do SBP foram de suma importância pra ela, pois precisa evitar pegar dengue, haja vista tem uma doença autoimune.
Protagonista no comercial do SBP
Elisa é protagonista do comercial do SBP que passa há mais de um ano em rede nacional em várias emissoras de tv. A presença dela no Caldeirão do Huck foi justamente para o Luciano Huck apresentar o SBP como novo patrocinador do seu programa.

Fonte: SPPNews

Abaixo, o vídeo na íntegra da participação de Elisa no Caldeirão do Huck.

STF resiste a endurecimento penal proposto por Bolsonaro

Em 9 de outubro, dois dias após o primeiro turno da eleição presidencial, em entrevista à rádio Jovem Pan, o então presidenciável Jair Bolsonaro anunciou: “Vamos entupir a cadeia de bandidos. Está ruim? É só não fazer besteira. Eu prefiro a cadeia cheia de bandidos que o cemitério cheio de inocentes”. A retórica flamejante da campanha ao Planalto do presidente eleito tromba com uma decisão de fevereiro de 2017 do plenário do Supremo Tribunal Federal (STF).

Na ocasião, a Corte decidiu, por sete votos a três, que o poder público tem a obrigação de indenizar presos em estabelecimentos superlotados. Nesse mesmo julgamento, os ministros declararam o “estado de coisas inconstitucional” dos presídios brasileiros, pelas condições precárias em que os detentos vivem.

Esse é apenas um exemplo da discrepância do discurso de endurecimento penal de Bolsonaro e decisões tomadas nos últimos anos pelo STF. Ministros da Corte ouvidos pelo GLOBO disseram que não mudarão a jurisprudência com o novo governo.

Segundo um ministro do STF, o endurecimento penal defendido pelo presidente eleito vai encontrar uma barreira no Supremo porque a superlotação dos presídios não permite uma política de encarceramento maciço. Dessa posição, segundo esse ministro, o Supremo não irá recuar.

Diante de decisões do Palácio do Planalto ou do Congresso que entrem em choque com o entendimento já fixado pelo tribunal, caberá à oposição, ou à Procuradoria-Geral da República (PGR), ajuizar ação na Corte para tentar reverter a medida. No julgamento, a posição tomada antes do governo Bolsonaro deve ser mantida pelo plenário.

Temer nomeia Onyx Lorenzoni ministro extraordinário para cuidar da transição

O deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS) foi nomeado ministro extraordinário pelo presidente Michel Temer para coordenar a equipe de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro, de acordo com decreto publicado no Diário Oficial da União desta segunda-feira.

A nomeação tem data de 1º de novembro, mas foi publicada apenas nesta segunda.

Onyx já foi anunciado por Bolsonaro como futuro ministro-chefe da Casa Civil de seu governo. Ele iniciou na semana passada as conversas com o atual chefe da pasta, Eliseu Padilha, para dar início à transição.

Presidente da FEMURN participa de reunião do conselho político da Confederação Nacional de Municípios

O Presidente da FEMURN e atual Prefeito de São Paulo do Potengi, José Leonardo Cassimiro (Naldinho) participou nesta terça-feira, 30 de novembro, da reunião do Conselho Político da Confederação Nacional de Municípios (CNM), em Brasília. O Conselho reúne membro das federações de municípios de todos os estados do país, além de membros da diretoria da CNM.
Neste encontro, os líderes municipalistas debateram sobre a pauta da XXII Marcha dos Prefeitos, que será realizada em 2019; Pauta de Transição de Governo, envolvendo os principais pontos municipalistas pendentes e os pontos prioritários que serão cobradas do futuro Presidente da República; além da Mobilização dos parlamentares para os próximos dois meses que ainda temos para o término deste mandato.
Na avaliação de Naldinho, o encontro representa as bases do movimento municipalista, definidas pela CNM, que serão seguidas por todas as federações do país: “Ainda temos pontos importantes a definirmos este ano. Precisamos do apoio e da união dos atuais e dos novos parlamentares. O encontro fortalece as pautas do municipalismo”, afirmou Naldinho

Ministério da Defesa autoriza Bolsonaro a usar aviões da FAB

O Ministério da Defesa encaminhou nesta terça-feira, 30, ao Comando da Aeronáutica autorização para que o presidente eleito Jair Bolsonaro possa utilizar aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) para deslocamentos no País e no exterior.  A decisão de solicitar autorização para o uso de aviões da FAB desde agora, dois meses antes da posse, foi motivada pela preocupação com a segurança do presidente eleito e da sua família. Ele sofreu um atentado em 6 de setembro e, segundo informações da área de inteligência do governo, continua sob ameaça.

O presidente eleito terá pelo menos quatro modelos de avião da Força Aérea à sua disposição, com diferentes configurações e capacidades. Entre eles o C-99, que é um avião da Embraer ERJ 145, com dois desenhos. Um com capacidade para até 50 passageiros e outro com 36 lugares. Tem também o Brasília, Embraer 120, para 30 passageiros, além do Learjet 35 com oito lugares e os Legacy para 12 passageiros. Dependendo da necessidade e do staff que estará a seu lado, a FAB destacará um tipo de avião.

Em outra medida para reforçar a proteção do presidente eleito, a Polícia Federal pediu ainda apoio da Força Nacional de Segurança Pública para a segurança externa no prédio do Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB) se iniciando nesta terça-feira, 30, até 1º de janeiro, durante a fase de funcionamento do governo de transição naquele local. Na segunda-feira, 29, a Força Nacional fez varredura no prédio do CCBB, identificando os pontos de vulnerabilidade. A previsão é de que, a partir de quarta-feira, 1°, uma visita seja feita ao local pelo ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, ao lado do coordenador da transição, deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS).

A equipe de segurança do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) ainda não está à disposição de Bolsonaro. No momento, ele continua  usando a estrutura da Polícia Federal, que reforçou o grupo que o atendia desde a campanha eleitoral. A Força Nacional, que é vinculada ao Ministério da Segurança Pública (MSP), está preparando a logística de segurança do presidente eleito no CCBB e no local onde Bolsonaro terá um gabinete.

ESTADÃO CONTEÚDO

Agenda de Atendimento do Centro da Visão em São Paulo do Potengi

A campanha política municipal de 2020 já começou

Resultado de imagem para fotos do prefeito naldinho sao paulo do potengi em campanha politica
Mal passada a campanha política 2018, a nível federal e estadual, uma outra campanha já começa a ser desenhada pelo Brasil a fora. Falamos da campanha municipal de 2020 para vereador e prefeito. Nas ribeiras do Potengi já tem pre-candidato  para todos os gostos (principalmente a prefeito) divulgando seu nome nos bastidores..
Em São Paulo do Potengi, o grupo político liderado pelo prefeito Naldinho saiu bastante fortalecido do último pleito. Portanto vários nomes ligados ao gestor municipal já estão sonhando com seu apoio e com a cadeira atualmente ocupada por José Leonardo.
Com relação a oposição local liderada pelo ex-vice-prefeito Pacelli, só o tempo dirá como a mesma vai se recompor  da última derrota.
Nos outros municípios do Potengi não é diferente, pois quem venceu com Fátima saiu fortalecido para 2020.
Em São Tomé, o prefeito Babá no segundo turno saiu vitorioso com o seu candidato Carlos Eduardo  por apenas 50 votos de maioria sobre Fátima, mantendo a sua liderança naquela localidade de forma bastante apertada.
Sim. Alguém poderá dizer: A campanha política de 2018 é totalmente diferente da de 2020, pois na próxima disputa  a realidade será outra. Tudo bem, porém quem venceu o pleito passado municipalmente falando, tem tudo para partir na frente, em relação ao que se avizinha.
Por outro lado é como costuma dizer o mestre Ambrósio Azevedo, o mais antigo militante político em atividade na ribeira do Potengi: “Vamos aguardar os acontecimentos”.
Blog Silvério Alves

O prefeito de São Paulo do Potengi, Naldinho está em Brasília

Imagem relacionada
O prefeito de São Paulo do Potengi, Naldinho viajou pra Brasília, com o objetivo de buscar recursos para o nosso município através de convênios com  ministérios e outras instituições federais.
Blog do Silvério ALves

Pesquisa da ANP constata ligeiro recuo no preço médio da gasolina

Embora o preço do litro da gasolina venha caindo há mais de um mês nas refinarias do país, tendo chegado a custar R$ 2,2514 no dia 19 de setembro, somente agora nesta última semana o preço médio do litro do combustível sofreu uma ligeira retração nas bombas.

Dados divulgados pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) indicam que na semana encerrada no último dia 27, o preço médio do litro da gasolina comercializada nos postos de todo o país estava em R$ R$ 4,723, em relação aos R$ 4,725 comercializado na semana encerrada em 20 de outubro.

A queda nas bombas, de apenas R$ 0,002, o equivalente a 0,04%, não reflete os 11,8% da queda acumulada pelo preço do produto comercializado nas refinarias desde o dia 19 de setembro, quando a Petrobras cobrava pelo litro do produto R$ 2,2514.

Apesar de ínfima, a queda pode refletir uma tendência de retração de preços uma vez que ele acontece após pelo menos quatro semanas de altas consecutivas, mesmo com o preço nas refinarias em queda desde o dia 25 de setembro, quando a Petrobras reduziu de R$ 2,2514 para R$ 2,23,81 o preço médio do litro do derivado nas refinarias.

O preço do litro da gasolina vem se mantendo abaixo dos R$ 2 o litro desde o último dia 24, quando a estatal reduziu o litro do produto, que até o dia 23 custava de R$ 2,0639. O movimento de queda, no entanto, não vem sendo acompanhado pelo custo do litro do produto nas bombas de todo o país.

Agência Brasil

‘Quem roubar vai para a cadeia e Bolsonaro joga a chave fora’, diz Lorenzoni sobre Petrobras

Futuro ministro da Casa Civil de Jair Bolsonaro (PSL), o deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS) disse que a equipe do presidente eleito quer saber “a verdade da Petrobras no Brasil”. Ao ser questionado sobre qual será a política de preços adotada pela estatal, Lorenzoni afirmou que tem “curiosidade” em saber o que o presidente Michel Temer sabe sobre a Petrobras e que, no governo Bolsonaro, “quem roubar vai para cadeia e ele (Bolsonaro) joga a chave fora”.

“A Petrobras passou por um período que passou da 7ª petrolífera no mundo para a 28ª, graças á roubalheira e à utilização inadequada da empresa”, disse, nesta segunda-feira, 29, no hotel Windsor, na Barra da Tijuca. “Hoje, o Brasil vive um drama em relação aos combustíveis, o cidadão brasileiro paga uma conta absurda por conta dos equívocos cometidos no passado”, acrescentou.

Lorenzoni também disse que a equipe “está dando o primeiro passinho hoje” e que é razoável pedir que todos tenham “um pouquinho de paciência” para que Bolsonaro possa conhecer a realidade do atual governo. “Com base nos conceitos que nós propagamos ao longo de toda campanha, podemos servir a todo o Brasil”, argumentou.

O deputado já admitiu, no ano passado, ter recebido R$ 100 mil em caixa 2 da JBS. Um executivo da Odebrecht também afirmou que, em 2017, Lorenzoni teria recebido R$ 175 mil via caixa 2 da empresa. Segundo Alexandrino Alencar, em delação premiada à força-tarefa da Operação Lava Jato, na planilha ‘Drousys’ – programa de controle dos desembolsos ilícitos do grupo -, o parlamentar era identificado pela alcunha “Inimigo”.

O inquérito que investigava o caso da Odebrecht e Onyx foi arquivado pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), que atendeu a um pedido da Procuradoria-Geral da República. Onyx Lorenzoni também foi o relator na Câmara do projeto do Ministério Público Federal, as 10 Medidas contra a Corrupção.

ESTADÃO CONTEÚDO

Sergio Moro deve terminar os julgamentos da Lava Jato e, em 2020, ser indicado para o STF

Sergio Moro deve terminar os julgamentos da Lava Jato e, em 2020, quando Celso de Mello se aposentar, ser indicado para o STF.

Nunca houve um juiz de primeiro grau indicado para o STF, mas Jair Bolsonaro foi eleito para romper esses paradigmas.

O Antagonista

Trump vê possibilidade de acordo comercial com governo Bolsonaro

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou, em entrevista veiculada na noite de segunda-feira (30/10), pela rede Fox News, que existe a possibilidade de um acordo comercial com o Brasil, em uma futura gestão do presidente eleito, Jair Bolsonaro.

Durante a entrevista, o presidente norte-americano foi questionado sobre o telefonema com o político brasileiro. “Foi ótimo, tivemos uma ótima conversa por telefone”, comentou Trump.

Perguntado sobre a possibilidade de um acordo comercial, respondeu: “Sim, eu poderia ver isso acontecer”, declarou.

Ao mesmo tempo, Trump voltou a questionar o comportamento brasileiro na área comercial. “O Brasil tem nos tratado de modo muito duro porque eles cobram tarifas muito grandes. O Brasil tem sido muito duro. Então, poderemos resolver isso”, afirmou.

Trump ainda disse ter falado a Bolsonaro que “fica honrado” com o fato de que o presidente eleito do país seja qualificado por alguns como o “Trump brasileiro”.

Metrópoles e Agência Estado

SÃO PAULO DO POTENGI: Fátima venceu de Carlos Eduardo com maioria de 648 votos

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo
Em São Paulo do Potengi, Fátima Bezerra, ganhou com 648 votos de maioria.

  1. Fátima – 5.143 votos
  2. Carlos Eduardo – 4.495 votos
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto

Fátima venceu em 10 municípios na Região Potengi; Carlos Eduardo só venceu em 1

Na Região Potengi, neste 2º turno Fátima Bezerra (PT) ampliou a sua maioria em relação ao 1º turno. Dos 11 municípios do Potengi, Fátima venceu em 10 e Carlos Eduardo (PDT) apenas em 1.
Fátima venceu em: Barcelona, Bom Jesus, Ielmo Marinho, Lagoa de Velhos, Riachuelo, Ruy Barbosa, Santa Maria, São Paulo do Potengi, São Pedro e Senador Elói de Souza.
Carlos Eduardo só venceu em São Tomé, e com uma diferença pequena de apenas 50 votos.
Na soma dos 11 municípios considerados do Potengi, Fátima teve 32.573 votos (61%), contra 20.951 votos (39%) de Carlos Eduardo. Maioria da petista na região foi de 11.622 votos.
No 1º turno, Carlos Eduardo havia vencido em São Paulo do Potengi e São Pedro. Robinson tinha vencido em Ruy Barbosa. Fátima havia vencido em Barcelona, Bom Jesus, Ielmo Marinho, Lagoa de Velhos, Riachuelo, Santa Maria, São Tomé e Senador Elói de Souza. A diferença de Fátima para Carlos Eduardo no 1º turno foi de 8.079 votos. No 2º turno a maioria foi ampliada para 11.622 votos.
Fonte: SPPNews

Reestruturação de ministérios será prioridade para Bolsonaro

A reestruturação de ministérios será a primeira medida a ser anunciada pelo presidente eleito JairBolsonaro (PSL).

Depois de conversas informais com integrantes da equipe de Michel Temer (MDB), e de pressão de setores do agronegócio e da indústria, a realidade fez Bolsonaro voltar atrás na extinção de pelo menos quatro ministérios.

Minas e Energia, Transporte, Meio Ambiente e Indústria e Comércio podem ser mantidos como pastas independentes. Bolsonaro deverá começar seu governo descumprindo a promessa de cortar os ministérios de 29 para 15. Serão ao menos 19.

Jair Messias Bolsonaro é eleito novo presidente do Brasil

O deputado federal Jair Messias Bolsonaro está virtualmente eleito presidente da República do Brasil.

A primeira parcial do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já lançou apuração de 92,02% das urnas. Com esse total, Bolsonaro atingiu 55,63% das urnas contra 44,37% de Fernando Haddad.

A diferença de votos dos dois candidatos é de votos entre os dois candidatos é de aproximadamente 10 milhões de votos e ainda restam ser apurados aproximadamente 11 milhões de votos.

Bolsonaro é o primeiro presidente de carreira militar desde a Constituição Federal

DATAFOLHA: Diferença entre Bolsonaro e Haddad cai 6 pontos

Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT)
Rio – A distância entre os candidatos a presidência ente Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) caiu de 18 para 12 pontos em uma semana segundo pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira.
Bolsonaro tem 56% dos votos válidos. Fernando Haddad tem 44%.
A pesquisa Datafolha, encomendada pelo jornal Folha de S. Paulo e pela TV Globo, entrevistou 9.173 eleitores em 341 cidades entre quarta e esta quinta-feira. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou menos.
Confira os votos totais:
Bolsonaro – 48%
Haddad – 38%
Brancos e nulos – 8 %
Indecisos – 6%

Na maioria da Grande Natal, Fátima Bezerra vence Carlos Eduardo Alves

Resultado de imagem para fotos de fatima bezerra e carlos eduardo
O ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT) começa a se preocupar com a chegada da data da eleição. O crescimento dele em Natal e Parnamirim não supera a vitória da senadora Fátima Bezerra (PT) na Grande Natal.
É que Fátima vence com folga em Ceará-MirimSão Gonçalo do Amarante e Macaíba, onde recebeu a adesão do prefeito Dr. Fernando e de Ederlinda Dias, que foi a mais votada para deputada com quase 11 mil votos.
Carlos Eduardo conseguiu superar Fátima Bezerra em Nísia Floresta, mas não terá a vitória em Maxaranguape e Extremoz. Em São José do Mipibu, o vice-governador Fábio Dantas liberou seus eleitores.
 No 1º Turno lá deu Fátima Bezerra com mais de 3 mil votos de maioria. Então, segundo os analistas, hoje Fátima vence em São Gonçalo do Amarante, Ceará-Mirim, Macaíba, Maxaranguape, Extremoz e São José do Mipibu. Carlos Eduardo leva em Natal e Parnamirim.
Robson Pires

Bolsonaro deixa claro que não apoia Carlos Eduardo para o Governo do RN

A transmissão realizada pelo deputado Jair Bolsonaro pelo Facebook na noite de quarta-feira não restou duvida que ele não tem candidato ao Governo do Rio Grande do Norte.
Em coletiva nesta quinta-feira na casa do empresário Paulo Marinho, Bolsonaro voltou a falar e não poderia ter sido mais enfático ao pedir aos seus eleitores que esqueçam as disputas estaduais e foquem na presidencial.
“A questão da neutralidade é justamente porque não está garantida minha eleição no próximo domingo. E a questão mais importante, eu tenho dito para quem está do meu lado, a prioridade é a minha eleição.”
A própria coordenação da campanha do capitão nacionalmente tem defendido e reafirmou nesta quinta a neutralidade nos estados com o objetivo de centrar esforços na campanha presidencial.
Pesquisas internas e as que deverão ser publicadas nesta sexta-feira e sábado no Brasil e no RN deverão mostrar justamente a preocupação do presidenciável, que os candidatos que tem tentado colar o apoio dele as candidaturas regionais, como o caso do ex-prefeito Carlos Eduardo, tem segurado seu crescimento e em alguns casos ate perdido intenção de voto.
Na noite desta quinta-feira pessoas ligadas a movimentos que carregam a bandeira de Bolsonaro nas terras potiguares já defendiam em grupos e em conversas pessoais com esse blogueiro que tava na hora de realmente se preocupar com a campanha só do capitão para tentar superar Haddad no estado e não permitir que essa “oscilação negativa” nas pesquisas coloque em perigo a campanha do 17.

BG

Hoje (25) tem reunião da militância de Fátima Bezerra, em São Paulo do Potengi

O prefeito Naldinho, os vereadores João Cabral, Diogo Alves, Assis Araújo, Kekel, Alysson Lindálrio, Marli, lideranças aliadas convidam a todos e a todas que apoiam a senadora Fátima bezerra candidata a governadora do Rio Grande do Norte, para participarem de uma grande e importante reunião que será realizada logo mais às 19 horas, na quadra de esportes da escola São Francisco, em nossa cidade.
Blog do Silvério Alves

Nesta sexta (26) tem carreata de Jair Bolsonaro, em São Paulo do Potengi

Bento Fernandes: Prefeito Júnior Marques rompe com Carlos Eduardo e passa a apoiar Fátima Bezerra

A debandada no MDB da campanha de Carlos Eduardo ao Governo continua. O prefeito Júnior Marques de Bento Fernandes, na região do Mato Grande rompeu com  Carlos Eduardo.
Júnior Marques que apoiou Carlos Eduardo no 1 Turno agora passa a apoiar a candidatura  de Fátima Bezerra (PT) ao Governo do Estado. Na região do Mato Grande a campanha de Fátima continua recebendo varias adesões.

Prefeito Naldinho vai reunir correligionários para tratar da reta final da campanha em prol de Fátima Bezerra

Resultado de imagem para fotos do prefeito naldinho de sao paulo do potengi dando apoio a fatima bezerra
O prefeito de São Paulo do Potengi, Naldinho, vereadores e lideranças aliadas convidam correligionários e amigos para participar de uma importante reunião, que será realizada às 19 horas desta quinta-feira, 25 de outubro, no Ginásio de Esportes da Escola São Francisco, em nossa cidade. A reunião tem como objetivo tratar da reta final da campanha, em prol da senadora Fátima Bezerra candidata ao Governo do Estado.
Está todo mundo convidado.
Via Blog do Silvério Alves