Ministério Público quer cassar 57 políticos inféis no RN; Confira a lista

O Ministério Público (MP) está de olho nos políticos infiéis. A desfiliação sem justa causa levou a Procuradoria Regional Eleitoral no Rio Grande do Norte (PRE/RN) a ajuizar 57 ações perante a Justiça Eleitoral, pedindo a perda do cargo eletivo de 4 prefeitos, 8 vice-prefeitos e 45 vereadores de diferentes municípios do estado. Entre os gestores que correm o risco de perder o mandato está o presidente da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn), Benes Leocádio, prefeito de Lajes, que trocou o PP pelo PMDB recentemente.

Em entrevista ao Diário de Natal, o presidente da Femurn disse que aguarda a decisão judicial com tranquilidade. O principal argumento de defesa dele se respalda no fato de ter mudado para uma legenda que fez parte da coligação que o elegeu. “No próprio entendimento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a coligação eleitoral se constitui num só partido naquela eleição. É com base nisso que o tribunal tem tomado suas decisões. Mudei para uma legenda da mesma coligação. Então continuo no mesmo grupo que me elegeu. Esse foi o entendimento da nossa assessoria jurídica. Minha expectativa é para que a Justiça compreenda da mesma forma”, declarou.

Além de Benes, os prefeitos de Passa e Fica, Pilões e de Almino Afonso são os quatro gestores que correm risco de perder mandato em razão da infidelidade partidária. Nas cidades de Almino Afonso e Pilões, os vice-prefeitos também respondem por desfiliação sem justa causa. A legislação eleitoral prevê hipóteses excepcionais em que a desfiliação partidária não acarreta a perda do mandato, tais como a grave discriminação pessoal, além da incorporação, fusão ou criação de novo partido, ou ainda por mudança substancial ou desvio reiterado do programa partidário.

Para a PRE/RN, os políticos que respondem às ações deixaram os partidos por meio dos quais foram eleitos sem, no entanto, comprovar a existência de qualquer fato que se enquadre nas hipóteses de justa causa. No total, a infidelidade partidária já motivou 63 ações, submetidas à análise da Justiça Eleitoral potiguar.

Lista dos Infiéis

Caraúbas: Prefeito Ademar Ferreira da Silva (desfiliou-se do Partido Socialista Brasileiro – PSB);Vereador Francisco de Assis Batista (desfiliou-se do PSB)

Tibau do Sul
: Prefeito Edmilson Inácio da Silva (desfiliou-se do Partido Democrático Trabalhista – PDT), Vereador Wlademir Carlos da Silva (desfiliou-se do PDT), Vereador Paulo de Lima Ferreira (desfiliou-se do PDT)

Areia Branca
: Vereador José Nazareno de Lemos (desfiliou-se do Partido Progressista – PP)

Currais Novos
: Vice-prefeita Milena Galvão F. de Souza (desfiliou-se do PP)

Mossoró
: Vereador Claudionor Antônio dos Santos (desfiliou-se do PDT); Vereadora Maria Auxiliador do Nascimento (desfiliou-se do Partido Social Liberal – PSL); Vereador Flávio Tácito da S. Vieira (desfiliou-se do PSL)

Pilões: Prefeito Francisco das Chagas de Oliveira Silva (desfiliou-se do PR); Vice-prefeito Raimundo Reinaldo de Oliveira (desfiliou-se do Partido da Social Democracia Brasileira – PSDB); Vereadora Maria Vicente de Sousa Paiva (desfiliou-se do PTB); VereadorRisonaldo de Oliveira Monteiro (desfiliou-se do PSDB)

São Rafael
: Vereador Wagner Moura Brito (desfiliou-se do Partido da Mobilização Nacional – PMN)

Lagoa D´Anta
: Vereadora Valdira Lopes Bezerril Campos (desfiliou-se do Partido do Movimento Democrático Brasileiro – PMDB)

Almino Afonso
: Prefeito Lawrence Carlos Amorim de Araújo (desfiliou-se do PP); Vice-prefeito Isauro Maia Fernandes (desfiliou-se do PP); Vereador Jorge Batista Torres (desfiliou-se do PP); Vereador Metuzael F. da Silva (desfiliou-se do PP); Vereador Francisco das Chagas Carlos (desfiliou-se do PP)

João Dias
: Vice-prefeito Sebastião M. O. Sobrinho (desfiliou-se do PP)

Ceará-Mirim: Vereador Renato Pereira Coutinho (desfiliou-se do PP); Vereador Ronaldo Marques Rodrigues (desfiliou-se do PMDB)

Doutor Severiano
: Vice-prefeito João Antônio Dantas Filho (desfiliou-se do PTB); Vereador José Nilton de Souza (desfiliou-se do PTB); Vereadora Maria Lobo da Cunha Gonçalves (desfiliou-se do PSB)

Boa Saúde
: Vereador Jaime Antônio Félix (desfiliou-se do PMDB); Vice-prefeito Pedro Francisco dos Santos (desfiliou-se do PR)

Passa e Fica
: Prefeito Pedro Augusto Lisboa (desfiliou-se do PP)

Felipe Guerra
: Vereador José Wandilson Oliveira (desfiliou-se do PMDB)

Itaú
: Vereador Antônio Dias Pinheiro (desfiliou-se do PR)

Jardim de Piranhas
: Vereador Otoniel Rodrigues da Silva (desfiliou-se do PDT); Vereadora Rosimira A. dos Santos (desfiliou-se do PDT); Vereador João Dantas Saraiva (desfiliou-se do PDT); Vereador Francisco Júnior Alves (desfiliou-se do PDT)

Caicó
: Vereador Nildson Medeiros Dantas (desfiliou-se do PR); Vereador Dilson Freitas Fontes (desfiliou-se do PDT); Vereador Milton Teixeira Batista (desfiliou-se do PR); Vereador Valdemar Araújo Medeiros (desfiliou-se do PR)

Monte das Gameleiras: Vereador José Gilvanilson Rodrigues Felix (desfiliou-se do Partido Popular Socialista – PPS)

São José do Campestre: Vereadora Maria de Fátima Bernardo Chagas (desfiliou-se do PSDB); Vereador José André de Mendonça (desfiliou-se do PSDB)

Ouro Branco: Vereador Iranildo Alcântara de Souto (desfiliou-se do PMDB)

Serra Caiada
: Vereadora Ana Angélica B. Azevedo (desfiliou-se do PDT)

Parnamirim
: Vice-prefeito Epifânio B. de Lima (desfiliou-se do PMDB)

Coronel Ezequiel
: Vereador Ivan de Araújo Pereira (desfiliou-se do PMDB)

Jaçanã
: Vereador José Gelzo N. dos Santos (desfiliou-se do PTB)

Extremoz
: Vereador Jaeusdes José Xavier de Lima (desfiliou-se do PSDB)

Macau
: Vereadora Odete M. de Araújo Silva Lopes (desfiliou-se do PPS); Vereador José Severiano Bezerra Filho (desfiliou-se do PP)

Lajes
: Prefeito Luiz Benes Leocádio de Araújo (desfiliou-se do PP)

Angicos: Vereador Francisco Batista Filho (desfiliou-se do PMDB)

Fernando Pedroza
: Vereador Francimário de Souza Araújo (desfiliou-se do PMDB)

Santana do Matos: Vereador João Maria Cadó de Macedo (desfiliou-se do PMDB)

Venha Ver: Vice-prefeito Ellan Klayton Fernandes Salviano (desfiliou-se do PR)

Apodi: Vereador Antônio Ângelo de Souza Suassuna (desfiliou-se do PP)

Severiano Melo
: Vereador Francisco Getúlio de Oliveira Andrade (desfiliou-se do PSL)

Serra do Mel: Vereador José Elpídio de M. Filho (desfiliou-se do PT)

Olho D’Água do Borges: Vereadora Célia Maria Q. Morais (desfiliou-se do PPS)

Bento Fernandes: Vereador Paulo Cesar M. Fonseca (desfiliou-se do PSB)

Lagoa Nova: Vereador Luciano Silva Santos (desfiliou-se do PP); Vereador Aldo Torquato da Silva (desfiliou-se do PPS).
Fonte: Diário de Natal

Dilma: nós evoluimos democraticamente


Ao assinar ontem, a concessão do Aeroporto internacional de São Gonçalo do Amarante, a presidente Dilma Rousseff (PT) destacou a capacidade de convivência política que deve haver entre os gestores. Adversária da governadora Rosalba Ciarlini (DEM), Dilma enfatizou que terá uma relação republicana de parceria com a democrata em benefício do Rio Grande do Norte e do Brasil. “Hoje, temos a capacidade de deixar de lado as divergências ideológicas pelo bem da população“, ponderou.
Dilma afirmou que a união da bancada do Rio Grande do Norte em torno do Aeroporto de São Gonçalo foi preponderante para que o projeto fosse tocado. “Nós evoluímos democraticamente. O aeroporto é uma realidade por causa da união de todos os partidos. Temos obrigação de governar junto com quem o povo escolheu. Não há espaço para divergências ideológicas. Eu não governo para partido, mas para o povo brasileiro”.

A presidente frisou em seu discurso o empenho da ex-governadora Wilma de Faria (PSB), presente ao evento, para que o aeroporto fosse viabilizado. Ela disse que a pessebista foi a primeira a procurá-la, quando ainda era ministra da Casa Civil, para apresentar o projeto aeroportuário. “A (então) governadora Wilma de Faria foi muito importante para a viabilização dessa obra, assim como toda a bancada federal do estado, que também me procurava para lutar pelo projeto”, observou.

Dilma Rousseff também comentou o sucesso do leilão do aeroporto e as vantagens que a obra trará para o estado. “No leilão, nós tivemos 88 lances. Isso mostra o quanto os investidores se interessaram pela região. O consórcio Inframérica venceu com um valor 228% acima do mínimo previsto, o que revela o sucesso que tivemos. O aeroporto, que será administrado pela iniciativa privada, é fruto de uma nova etapa para o desenvolvimento do Brasil”, comemorou.

De acordo com a presidente, além da geração de emprego e renda, a construção do aeroporto de São Gonçalo será primordial para o turismo do estado. “O aeroporto trará turistas do Brasil e do mundo inteiro“, afirmou. Ela disse que a crise econômica dos Estados Unidos e dos países europeus não afetará o Brasil. “Nós amadurecemos economicamente, temos todas as condições de continuar crescendo na crise. Continuaremos distribuindo renda e aumentando o consumo”.

O evento contou com a presença do ministro da Previdência Social, Garibaldi Filho (PMDB), da governadora Rosalba Ciarlini (DEM), dos senadores José Agripino (DEM) e Paulo Davim (PV), dos deputados federais Rogério Marinho (PSDB), João Maia (PR), Fátima Bezerra (PT), Sandra Rosado (PSB), Henrique Alves (PMDB), Fábio Faria (PSD) e Felipe Maia (DEM), do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ricardo Motta (PMN), prefeita de Natal, Micarla de Sousa (PV) e do prefeito de São Gonçalo do Amarante, Jaime Calado (PR).
Fonte: Diário de Natal

02 de dezembro de 2011 às 08:41 Réu no Mensalão, publicitário Marcos Valério é preso novamente


O publicitário Marcos Valério foi detido novamente, no fim da madrugada desta sexta-feira (2), sob acusação de sonegação de impostos, grilagem de terras na Bahia outros crimes não relacionados ao Mensalão. O mandado de prisão foi expedido pelo Ministério Público da Bahia, que realiza a Operação Terra do Nunca em parceria com a Polícia Civil em pelo menos três estados brasileiros. Vinte e três prisões devem ser realizadas em todo o país. Em Belo Horizonte, além de Valério, que foi detido em sua mansão, no Bairro Bandeirantes, Região da Pampulha, também foram presos Ramon Cardoso, Francisco Marcos Castilho Santos e Margarete Maria de Queiroz Freitas, todos encaminhados à Delegacia Regional Noroeste, no Bairro Carlos Prates. Os três são acusados de envolvimento no esquema do Mensalão junto com o publicitário. As prisões foram realizadas de forma tranquila e os quatro chegaram à delegacia sem algemas e portando malas pequenas com seus pertences. Dentro de instantes, serão encaminhados ao Instituto Médico-Legal (IML) para exame de corpo delito e, em seguida, levados ao Aeroporto da Pampula, de onde seguem para a Bahia, de onde foram expedidos os mandados de prisão.Fonte:Tribuna do Norte

Presos da penitenciária federal de Mossoró terão educação profissional


A partir desta terça-feira (29), os presos da Penitenciária Federal em Mossoró terão a oportunidade de participar de cursos profissionalizantes integrados à educação formal. Nessa primeira turma, serão 1,4 mil horas-aula, 1,2 mil delas voltadas à conclusão do ensino fundamental e outras 200 no curso de Gestão e Qualidade em Serviços.

A iniciativa do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) do Ministério da Justiça é uma resposta ao problema da baixa escolaridade dessa parcela da população. Levantamentos do órgão informam que 88% das pessoas presas no país não concluíram o ensino fundamental.

A presidente Dilma Roussef assinou, no dia 24 de novembro, o Decreto 7.626/11, que institui o Plano Estratégico de Educação no âmbito do Sistema Prisional. A norma tem a finalidade ampliar e qualificar a oferta de educação nos estabelecimentos penais, definindo diretrizes e objetivos para a política de educação específica. Entende-se, com isso, que a educação é fundamental para a inclusão social do preso depois do término da pena.

Cursos profissionalizantes em vendas e auxiliar administrativo já estão em andamento na Penitenciária Federal em Porto Velho, onde 26 presos têm aulas desde outubro. As aulas são parte do Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Jovens e Adultos, na Formação Inicial e continuada com ensino fundamental que tem por objetivo oferecer educação profissional a jovens e adultos que não tiveram acesso ao ensino fundamental na idade regular.

As aulas são ministradas por professores do Instituto Federal de Rondônia (IFRO) e da Secretaria Estadual de Educação. A iniciativa é fruto de uma parceria entre o Departamento Penitenciário Nacional do Ministério da Justiça, o Ministério da Educação, por meio da secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec), IFRO e governo de Rondônia.

Além de aprender uma profissão, os presos ainda terão sua pena reduzida em um dia a cada 12 horas de aula.

Além das penitenciárias de Porto Velho e Mossoró, as outras unidades do Sistema Penitenciário Federal, localizadas em Catanduvas (PR) e Campo Grande (MS), também receberão os cursos.

Fonte: Ministério da Justiça / Tribuna do Norte

Governo assume renúncia fiscal de cerca de R$ 2,761 bilhões

O governo deixará de arrecadar R$ 130 milhões em dezembro com a redução do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) cobrado no crédito para a pessoa física, anunciada nesta quinta-feira (1º). A taxa anual do IOF caiu de 3% para 2,5%, segundo anunciou o Ministério da Fazenda.

No total das desonerações divulgadas nesta quinta-feira, como forma de estimular o consumo e manter a economia aquecida, o governo assumiu uma renúncia fiscal de cerca de R$ 2,761 bilhões, segundo informou, há pouco, a Receita Federal.

No caso da redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) de eletrodomésticos da chamada linha branca, a renúncia fiscal é R$ 164 milhões, até o dia 31 de março de 2012, prazo de validade da medida.

O IPI do fogão, que era 4%, agora tem alíquota zero. A geladeira terá o imposto reduzido de 15% para 5% e a máquina de lavar, de 20% para 10%. No caso de máquinas de lavar semiautomáticas (tanquinhos), a alíquota do imposto também foi zerada, sendo que, antes, era 10%.

O governo também reduziu de 9,25% para zero as alíquotas de PIS/Cofins sobre massas até o dia 30 de junho de 2012. Com isso, deixarão de ser arrecadados com o item R$ 284 milhões. Ainda dentro das medidas para o incentivo ao consumo, foi prorrogada, até 31 de dezembro de 2012, a desoneração de PIS/Cofins sobre trigo, farinha de trigo e pão comum. Nesse caso, a renúncia de impostos será R$ 528 milhões.

Outra medida foi a elevação do valor do imóvel para classificação como popular de R$ 75 mil para R$ 85 mil, no âmbito do Programa Minha Casa, Minha Vida. Também foi reduzida a alíquota do Regime Especial de Tributação (RET) da construção civil aplicável às incorporadoras imobiliárias com projetos no programa habitacional, de 6% para 1%. A renúncia fiscal nesse caso será R$ 59 milhões no ano.

Também foi regulamentado o Regime Especial de Reintegração de Valores Tributários para as Empresas Exportadoras (Reintegra), que prevê a devolução de impostos no montante equivalente a até 3% das receitas de empresas exportadoras de bens industrializados. Nesse caso, a desoneração será R$ 372 milhões somente no mês de dezembro.
Fonte: nominuto.com

Melão de Mossoró ganha selo de reconhecimento internacional


O melão mossoroense conseguiu o que o presidente do Comitê Executivo de Fitossanidade (Coex), Segundo de Paula, chamou de “marco fundamental da fruticultura”, e não só da potiguar, mas da brasileira: a oficialização da Indicação Geográfica (IG) da fruta, que vai criar o selo “Melão de Mossoró” e que atesta a qualidade do produto em âmbito internacional.

Além do Coex, trabalharam para viabilizar o projeto o Sebrae e o Governo do Estado. A oficialização da IG para a fruta potiguar ocorreu ontem (28) no Rio de Janeiro.

“A expressão ‘Melão de Mossoró’ vai ser reconhecida no mundo inteiro. Esse selo é exclusivo e se torna uma referência. Por trás dele, há toda uma história que dá sustentação à garantia de qualidade do produto. É o que acontece, por exemplo, com a champagne da França e a laranja da Espanha”, compara o presidente do Coex. A fruticultura local, conta ele, vê no selo a concretização de uma luta que já durava quatro anos. “É a realização de um sonho, porque muitas vezes o produto tem qualidade e não tem referência”.

A empolgação é justificável. De acordo com o livro “Valorização de Produtos com Diferenças de Qualidade e Identidade”, publicado em 2009 e editado pelo Sebrae, a IG protege economias e produtos regionais que, sem identificação específica, sofrem a concorrência de artigos semelhantes, vendidos como o mesmo nome, mas com outras origens e outros processos.

Junto a essa situação, o melão mossoroense enfrenta um período difícil, pois seu principal comprador, a Europa, passa por grave crise econômica e anda sem previsão de melhora.

A IG também pode melhorar o preço da fruta – visto que a valoriza – e dar novo fôlego ao mercado local, que, conforme Segundo de Paula, está com os valores congelados desde 2007. “Nós temos amargado preços muito baixos na Europa e há uma preocupação porque sabemos que lá a crise está muito forte e vem se agravando.

Para se ter ideia, o nosso preço está o mesmo desde o final de 2007, e sobe frete, sobe mão de obra, sobe insumos, sobe tudo. Por isso, essa (oficialização da IG) é uma alternativa para se galgar mais espaço financeiro”, explica.

Fruticultura mossoroense quer atrair novos mercados e diversificar culturas

Ao processo de reconhecimento da IG do melão de Mossoró, a fruticultura mossoroense luta por seu crescimento com um objetivo claro: a diversificação. Isso abrange tanto a busca por novos mercados quanto o teste de novas culturas no Rio Grande do Norte.

No exterior, Mossoró quer conquistar o mercado norte-americano e, no interior, luta, junto com Ceará, Bahia e Pernambuco, barrar a concorrência pesada que atualmente exercem os produtos do Chile e da China.

“Nós vamos também abrir o mercado lá fora, como nos Estados Unidos. Sabemos que não é rápido, mas é importante buscar alternativas, não ficar só com o mercado europeu. Também há um projeto de valorização da fruta no mercado interno.

É uma proposta de valorização de marketing de promover as frutas brasileiras dentro do próprio país”, adianta Segundo de Paula. Ele diz ainda que todas essas propostas têm o apoio do Ministério da Agricultura.

Além disso, os produtores mossoroenses querem agregar outros produtos à marca do melão, uma incontestável referência local. Estão atualmente em testes a produção de uma cachaça a partir do melão e as culturas de maçã e pêra. “Junto ao Sebrae, estamos elaborando também um projeto chamado ‘Alternativas para a fruticultura’. Estamos trabalhando a cachaça do melão, que já é uma realidade e está em fase bem avançada, e buscamos também a diversificação de culturas, como a produção de maçã e pêra, que está em fase de testes tanto na região de Mossoró como na de Natal”, completa.
Fonte: nominuto.com

PM disponibiliza consulta on line de documentos encontrados no Carnatal 2011


A Polícia Militar disponibilizou aos foliões do Carnatal 2011, a consulta on line dos documentos encontrados durante a festa.

“Aquelas pessoas que perderam ou tiveram documentos roubados, podem acessar o site da PM e verificar se o documento já foi encontrado por alguém”, explicou a capitão Geórgia.

Nessa quinta-feira (1) foram encontrados 105 documentos. Um deles já foi devolvido para o dono.

Segunda etapa de vacinação contra a febre aftosa termina amanhã


Produtores e criadores de bovinos e bubalinos devem ficar atentos ao prazo que termina nesta quarta-feira (30) para vacinar os animais contra a febre aftosa e comprovar a vacinação.

A 2ª fase da Campanha contra a Febre Aftosa, que começou dia 01 deste mês contou com 900 mil vacinas aos criadores, podendo superar a marca de 91,3% do total comercializado no semestre passado, durante a primeira fase da Campanha, realizada de 1º a 30 de maio, quando foram vacinadas quase 900 mil cabeças. O número representa mais de 10% do índice de vacinação registrado em 2010.

Os pecuaristas ainda podem adquirir as vacinas nas lojas veterinárias credenciadas pelo Ministério da Agricultura em todo o estado. Na localidade que não houver disponibilidade, principalmente no interior e em regiões mais afastados, as vacinas poderão ser compradas nos grandes centros mais próximos.

A partir do próximo ano, o Rio Grande do Norte poderá sair da área de risco médio para a área livre da febre aftosa com vacinação. Em 2011, todas as etapas da vacinação instituídas pelo Ministério da Agricultura foram cumpridas, o que torna o comércio do rebanho bovino livre de restrições sanitárias. O avanço no status potiguar em relação a febre aftosa cria novas perspectivas para atividades no estado, como a melhora nos setores turísticos, da saúde, aumentando a segurança para quem visita o Estado, e, sobretudo, na economia.

O Ministério da Agricultura informou que a meta do governo é tornar todo o território nacional livre de aftosa com vacinação até 2013. A última data estipulada, ainda no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, era o fim de 2010, mas a fragilidade do controle de vacinação nos países vizinhos e, recentemente, a detecção de um foco da doença no interior do Paraguai, em setembro, levaram o cronograma a ser redefinido.

Para tentar solucionar os problemas gerados com o não reconhecimento internacional de todo o país como livre de aftosa com vacinação, como barreiras comerciais às exportações de carnes, o Brasil tenta aumentar o intercâmbio de informações sobre defesa sanitária com os países vizinhos. Além de disponibilizar técnicos federais para auxiliar na imunização, o governo também tem doado vacinas para países como a Bolívia.
Fonte: nominuto.com

Pai atira na filha após confundi-la com ladrão no Uruguai


Pai de uma família de classe alta uruguaia, Leonardo Alonso, 52, atirou contra a própria filha pensando se tratar de uma assaltante que havia invadido sua casa, informa a emissora americana “Sky News”.

Só após acender as luzes da casa, Alonso viu tratar-se da sua filha Federica, uma jornalista de 24 anos. A tragédia ocorreu apenas um mês após ladrões terem assaltado a casa da família, num dos bairros caros da capital uruguaia, Montevidéu.

Wilma desafia novamente MP e pede que provas sejam apresentadas


A ex-governadora Wilma de Faria (PSB) desafiou o Ministério Público Estadual e externou à reportagem do Nominuto.com que, se há provas que corroboram seu envolvimento em fraudes ao Detran, que sejam apresentadas. Wilma repercutia com a imprensa os impactos do aeroporto de São Gonçalo do Amarante na tarde desta segunda-feira (28) quando foi questionada pela reportagem do Nominuto.com sobre a Operação Sinal Fechado e a nota em que o MP diz ter provas contra ela. A ex-governadora se furtou a pergunta e disse que não mais falaria sobre o caso. Em seguida, quando se afastava, virou e respondeu em tom de desabafo: “Se o Ministério Público tem provas, que as apresente”. No fim de semana passada, após ter sido envolvida em investigação do parquet que apura desvios na autarquia estadual de trânsito, Wilma emitiu nota rebatendo as acusações e insinuando estar o MP a serviço político. A ex-governadora classificou seu envolvimento no caso como “má fé”. As declarações motivaram o Ministério Público a rebater com nota na qual afirma ter evidências e provas do envolvimento da ex-governadora do Estado. Agora, Wilma pede para que sejam mostradas. Além da líder do PSB, o Ministério Público Estadual aponta o filho, Lauro Maia, o suplente de senador João Faustino e vários empresários envolvidos no esquema que renderia bilhões de reais. Cinco estão presos no Comando Geral da Polícia Militar.Fonte: nominuto.com