Greve dos aeroviários começa sem força na véspera do feriado

A greve dos aeroviários, trabalhadores de terra das companhias aéreas,
iniciada, nesta quinta-feira à tarde, em Galeão, Brasília, Confins,
Fortaleza e Salvador não saiu como os trabalhadores esperavam para a
sorte dos passageiros que lotavam os aeroportos.

Segundo dados
da Infraero, o percentual de voos com atrasos superiores a 30 minutos,
até as 21h desta quinta-feira, era de 24,7%, bem menor do que o
registrado em 22 de dezembro do ano passado, 38,4%.

O movimento
perdeu força sem o apoio dos aeronautas – que trabalham nas aeronaves,
como pilotos e comissários – que fecharam um acordo com as empresas de
reajuste 6,5%. Além disso, os próprios aeroviários adotaram estratégias
diferentes país afora.

Em São Paulo, por exemplo, apesar de não
ter chegado ao um acordo com os patrões na audiência do Tribunal
Regional do Trabalho (TRT), a categoria decidiu adiar a greve em 72
horas, remarcando assembleia para segunda-feira.

Os aeroviários de Porto Alegre e Recife fecharam acordo com o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea).
Fonte: nominuto.com

Deixe uma resposta