FEMURN emite nota sobre situação do programa Mais Médicos nos municípios do RN

A imagem pode conter: planta e atividades ao ar livre
Confira abaixo a nota emitida pelo Presidente da FEMURN e prefeito de São Paulo do Potengi, Naldinho, sobre a situação dos atendimentos realizados pelo Programa Mais Médicos nos municípios do RN.
NOTA – Programa “Mais Médicos” e atendimentos nos municípios do RN
A FEMURN – Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte vem a público prestar esclarecimentos sobre a situação dos acontecimentos recentes sobre o Programa “Mais Médicos” e seus efeitos perante os serviços de saúde, na área da Atenção Básica, em nossos Municípios.
Nesta oportunidade, informamos que, com a saída dos médicos cubanos do programa “Mais Médicos”, o Governo Federal convocou médicos brasileiros para o devido suprimento das vagas, o que esperamos que aconteça até o prazo determinado pelo Ministério da Saúde para a apresentação destes novos profissionais (dia 14/12/2018).
Até lá, infelizmente, teremos que conviver com o amargo desconforto das Equipes da Estratégia Saúde da Família incompletas, pois os novos convocados ainda estão se apresentando em seus postos de trabalho.
Não bastasse a desagradável falta destes profissionais, diversos municípios do nosso Estado e de vários estados do País, também estão se deparando com outra realidade inesperada e indesejável: os Médicos que já estavam contratados diretamente pelos municípios, estão migrando para o Programa “Mais Médicos”, dadas as condições diferenciadas que o Ministério da Saúde oferece para os Profissionais atendam ao chamamento e o cumprimento das metas de contratação do Programa.
A situação tem causado inúmeros transtornos e angústia, tanto para a nossa população, que está sem o necessário e merecido atendimento básico de saúde, bem como para os Gestores Municipais, que aguardam, impotentes, o Governo Federal solucionar esses problemas.
Para tanto, a FEMURN, juntamente as demais Federações dos outros estados, o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do RN (COSEMS/RN), o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS) e a Confederação Nacional de Municípios (CNM) estão todos engajados e envidando esforços, junto ao Ministério da Saúde, para que, com a maior brevidade, se resolva essa demanda, e assim o SUS – Sistema Único de Saúde possa retomar a plena prestação de serviço na atenção básica, com total normalidade nos Municípios afetados com essa problemática.
A população, pedimos paciência e compreensão, alertando que a falta dos médicos, neste momento, não é culpa dos Municípios. E ao Governo Federal, através do Ministério da Saúde, solicitamos uma urgente providência.
Os Gestores Municipais do RN torcem para que o quanto antes os atendimentos aos nossos Munícipes sejam retomados, com o respeito e a cidadania de sempre.
Natal (RN), 30/11/2018
José Leonardo Cassimiro de Araújo
Presidente da FEMURN e Prefeito de São Paulo do Potengi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *