EDITORIAL: Não se faz política jogando ovos no povo

Na noite desta quinta-feira (22), São Paulo do Potengi viveu um momento triste de sua história democrática. Durante o comício da coligação Seguindo em Frente, liderada por Naldinho e Erivan, no Conjunto João XXIII, algumas pessoas ligadas à oposição jogaram ovos no público que se concentrava no local. Na ocasião, inclusive crianças foram atingidas.
Prestamos total repúdio a este ato de desrespeito, não só com a coligação, mas com todo o povo que lá se encontrava. Este tipo de conduta não é compatível com o comportamento da população do nosso município, que sempre possuiu uma cultura de paz e civilidade. 
Deve-se esclarecer que a conduta dessas pessoas é um atentado à própria democracia, é um atendado ao direito do povo de São Paulo do Potengi de escolher, conforme sua consciência, a coligação política que bem entender. Por isso mesmo, deve ser combatida pelas pessoas de bem, sejam elas de que lado for. 
Saliente-se que o ato de jogar ovos num público pacífico é fruto do famigerado círculo do ódio, sobre o qual nós já falamos em outras oportunidades. O círculo se potencializa quando as propostas políticas são deixadas de lado, em nome da agressão, seja por meio de ofensas verbais, seja por meio de ataques físicos, como tristemente presenciamos hoje. 
Diante destes acontecimentos, cabe ao eleitor, ao utilizar de sua liberdade cívica, romper com o círculo do ódio. Cabe ao eleitor dizer “não” a este tipo de conduta antidemocrática. Cabe eleitor, por meio do seu voto, escolher aqueles que fazem política com propostas e que buscam na paz o desenvolvimento de nosso município.
Blog do Silvério Alves

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.