Corinthians conquista título de pentacampeão brasileiro


É PENTA! 1990, 1998, 1999, 2005 e 2011. O dia 04 de dezembro de 2011 ficará para sempre marcado na memória dos 30 milhões de bando de loucos espalhados pelo mundo. O Corinthians empatou em 0 a 0 com seu maior rival na tarde deste domingo (4) em pleno Pacaembu e se sagrou pentacampeão brasileiro.

Num jogo tenso e com quatro expulsões, os guerreiros do Parque São Jorge jogaram com muita raça e vontade, virtudes marcantes do elenco alvinegro durante todas as partidas do campeonato. Confira agora todos os detalhes do jogo emocionante que deu ao Corinthians o título de melhor time do Brasil.

Antes do início da partida, os jogadores do Timão e a torcida presente no Pacaembu fizeram uma bela homenagem a Sócrates. O corinthianos respeitaram um minuto de silêncio com o braço estendido para o alto, em referência ao gesto do Doutor, que virou sua marca registrada. O jogo começou bastante tenso. As equipes cometiam muitas faltas e, durante os minutos iniciais, não houve chances gol para nenhuma das duas.

O adversário era melhor no começo. Os dois primeiros arremates do clássico foram de Patrik, mas não levaram perigo para Júlio César. O Corinthians cometia muitos erros de passe e não conseguia manter a posse de bola.

Alex recebeu cartão amarelo aos 26 min após falta na defesa. Quatro minutos depois, o Vasco abriu o placar no Rio de Janeiro contra o Flamengo. Com o empate, o Alvinegro do Parque São Jorge ainda se consagrava pentacampeão brasileiro.

O Timão conseguiu equilibrar a partida nos minutos finais. Porém, ainda errava muitos passes e não conseguia chegar ao ataque com chances boas. O Palmeiras teve o melhor lance do clássico aos 41 minutos. Cicinho bateu de primeira de fora da área, a bola desviou e passou perto da trave alvinegra.
No último minuto do primeiro tempo, o bando de loucos chegou perto de comemorar o gol do Corinthians. Após excelente troca de passes, Alessandro fez tabela com Willian dentro da área, que, na hora do chute, foi calçado por trás, mas o árbitro não marcou nada.

Na sobra, Jorge Henrique bateu de primeira, mas a bola desviou no zagueiro e não entrou por muito pouco. Dessa forma emocionante, a primeira etapa foi encerrada com o empate sem gols.

Etapa final
O segundo tempo começou quente. Aos 02 min, Valdivia cometeu uma entrada criminosa em Jorge Henrique e foi expulso no Pacaembu. O atacante corinthiano levou cartão amarelo aos 09 min após falta no meio de campo. No Rio de Janeiro, o Flamengo empatou a partida. A Fiel, que já dava show, foi à loucura!

O Alvinegro era melhor na etapa final. Aos 19 min, Liédson fez uma jogada espetacular. Na direita, o camisa 9 executou um drible desconcertante no marcador e cruzou para a área. Deola chegou antes e afastou o perigo. Logo depois, o atacante quase abriu o marcador. Fábio Santos partiu em velocidade para o ataque e cruzou na área. Liédson não chegou por muito pouco na bola, que passou raspando na cabeça do jogador.

Aos 25 min, Alessandro recebeu cartão amarelo após falta em Luan. Na cobrança, Marcos Assunção cobrou na cabeça de Fernandão, que fez a bola explodir na trave. Na sobra, Luan chutou de primeira e a bola passou por cima do travessão. Três minutos depois, Wallace foi expulso por causa de uma entrada violenta no adversário. Liédson também foi punido após falta dura, mas apenas com o cartão amarelo.

A partida chegou aos 30 min com muita tensão. O técnico Tite fez sua primeira mudança colocando Chicão no lugar de Willian. O camisa 3 teve uma boa oportunidade aos 34 min numa falta. O zagueiro, porém, bateu com muita força e mandou por cima do gol. No lance seguinte, ele foi punido com cartão amarelo após falta na defesa.

Apesar de ter o controle do jogo, o Corinthians estava muito nervoso e errava passes fáceis. Mas havia vontade de sobra para os jogadores alvinegros, que chegavam em todas as bolas com muita raça. Tite fez a segunda alteração aos 40 min. Edenílson entrou no lugar de Liédson.

Aos 43 min, Jorge Henrique segurou a bola no ataque e, após driblar o marcador, recebeu uma entrada dura. Os jogadores palmeirenses não gostaram da demonstração de habilidade do corinthiano e partiram para cima do atacante. Os atletas do Timão foram apartar a briga, mas os adversários queriam confusão e não deixaram o jogo recomeçar. No final das contas, João Vitor e Leandro Castán foram expulsos.

Quando a partida voltou, Jorge Henrique saiu para a entrada de Moradei. O Corinthians segurou o resultado e o árbitro apitou o final da partida. Depois de um confronto extremamente tenso, os 30 milhões de loucos ao redor de todo o mundo puderam finalmente soltar o grito de campeão! Pentacampeão!

O Alvinegro encerrou o Campeonato Brasileiro com 71 pontos. Foram 21 vitórias, oito empates e nove derrotas. O Timão marcou 53 gols e sofreu 36. O aproveitamento do Corinthians foi de 62,3%.

Ficha técnica

CORINTHIANS 0 X 0 PALMEIRAS

Estádio: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/hora: 4/12/2011 – 17h (de Brasília)
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (Fifa-SP)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP)
Renda e público: R$ 1.326.367,00 / 36.708 pagantes
Cartões amarelos: Alex, Jorge Henrique, Alessandro, Chicão (COR); Patrik, Leandro Amaro, João Vitor (PAL)
Cartões vermelhos: Wallace, 28’/2ºT e Leandro Castán, 45’/2ºT (COR); Valdivia, 2’/2ºT e João Vitor, 45’/2ºT (PAL)
GOLS: –

CORINTHIANS: Julio Cesar; Alessandro, Paulo André, Leandro Castán e Fábio Santos; Wallace, Paulinho, Alex, Jorge Henrique (Moradei, 48’/2ºT), Willian (Chicão, 30’/2ºT) e Liedson (Edenílson, 40’/2ºT). Técnico: Tite.

PALMEIRAS: Deola; Cicinho (Maikon Leite, 25’/2ºT), Leandro Amaro, Henrique e Gerley; Márcio Araújo, Marcos Assunção, Valdivia, Patrik (João Vitor, 8’/2ºT), Luan e Ricardo Bueno (Fernandão, 12’/2ºT). Técnico: Luiz Felipe Scolari.
Fonte: nominuto.com

Deixe uma resposta