CAUSOS CURIOSOS DO RN

Causos Curiosos do RN – Por Moacir Farias
Seu Nazinho distraído, pescava Acari no rio Açu, quando um amigo mergulhou e enganchou um tatu no seu anzol e quando ele puxou, sem demonstrar qualquer surpresa, levou pra seu Afonso Bezerra e disse: Taí dizem que pescador é mentiroso, esse já é o quinto tatu que pesco hoje em Água Nova. Chegando em Alexandria onde morava, deitou-se ao lado da mulher que cochilava e sem abrir os olhos ela perguntou como estava o tempo, quando ele disse que tava um toró brabo, ela respondeu: e o boboca do meu marido inda foi pescar. Depois dessa bordoada rumou para Almino Afonso, sentou num bar, quando chegou um encrenqueiro lá do Alto do Rodrigues, com um cipó de Angicos nas mãos, perguntou a seu Antonio Martins se ali tinha brabo, porque já tinha matado quatro em Apodi dois em Areia Branca e três em Arês. Seu Augusto Severo chegado de Baía Formosa e sentado num tronco de Baraúna, respondeu apontando pra seu Nazinho: aquele ali é de Barcelona e é brabo de dar cuidado. Se vais a Bento Fernandes, Deus te dê Boa Saúde pra pescar Bodó e que o Bom Jesus te proteja, deixa seu Cazuza em paz, gritou seu Zé de Brejinho que chegou de Caiçara do Norte passando por Caiçara do Rio dos Ventos. O aventureiro tinha vindo de Caicó jogar no Campo Redondo contra Canguaretama, depois de descansar o esqueleto naquelas Caraúbas, vizinho a Carnaúba dos Dantas no meio dos Carnaubais, se aproximou da mesa de seu Cazuza, pegou o copo dele e tomou de uma golada só e perguntou. Achou ruim? No que o homem respondeu: Vim de Ceará Mirim depois de me esborrachar no despenhadeiro de Cerro Corá e de apanhar de Coronel Ezequiel com a chibata de Coronel João Pessoa, na Cruzeta da porteira daqueles Currais Novos, Aí Dr. Severiano me disse que aquele menino não era meu filho, era de Eloi de Souza, daí eu perdi o Encanto pela vida. Queria ir ver a linha do Equador, lá do alto das nuvens e rogava ao Espírito Santo um Extremoz de paz pra Felipe Guerra, quando sento aqui pra me suicidar, vem esse abestado lá dos cafundó de Fernando Pedroza pra dentro e toma meu copo de veneno. De Florânia seu Francisco Dantas, pediu as flores e o paletó de tábua dele. Havia uma multidão ao redor do caixão, daí entra um bêbado cantando parabéns. Quando alguém falou que era velório e não aniversário, ele respondeu: Bem que eu estranhei o tamanho do bolo! Daí perguntou de que tinha morrido e quando alguém falou que aquele homem morreu que nem um passarinho, ele respondeu : Bom então ou foi de uma pedrada de baladeira, ou empapado com milho alpiste. Já em Frutuoso Gomes, seu Nazinho pensou: Já que aquele abestado bateu a caçuleta no meu lugar, me sinto assim meio coisado. Vou comprar dois Galinhos garnizé pra levar à Goianinha e comemorar com o Governador Dix Sept Rosado. Homem rude de Grossos modos, depois do almoço, mandou seu Nazinho levar a bezerra Guamaré pra seu Ielmo Marinho, tarefa que ele fez a cavalo. Sol abrasador, quase em Ipanguaçu exclamou! Ipueira! Itajá chovendo. Itaú céu escuro! Esporou o cavalo pra se livrar do toró e em Jaçanã no rumo de Jandaíra, depois de Janduís, parou no terreiro de seu Januário Cicco que perguntou porque não tinha se molhado e ele sapecou de pronto: A chuva quase me pega em Japi. Mas como o cavalo correu muito molhou só a garupa dele. Pois bem, na volta, me traga flores de Jardim de Angicos, de Jardim de Piranhas e de Jardim do Seridó, que eu quero presentear essa moça linda que é a minha filha. Deixe ela montar o seu cavalo e dar uma volta. Assim que ela montou, o cavalo soltou um sonoro pum e ela corada, sem saber o que dizer, falou: Desculpe seu Nazinho. E ele: Se aperrei não, eu pensei até que tinha sido o cavalo! Aproveitou pra tirar uma madorna no alpendre e sonhou: João, Câmara de vereadores te espera, manda a carta por seu Nazinho disse a João Dias, José da Penha lá em Jucurutu, depois de escorregar de Jundiá, e descer a ladeira de cata cavaco até enfiar as fuças na Lagoa Nova. Confundindo com a Lagoa Salgada, desembestou pra Lagoa D’anta, destampando o dedão duma topada na Lagoa de Pedras e só de pirraça, construiu um abrigo de idosos no meio da Lagoa de Velhos. Pulou numas Lages, se estatelando em baixo onde deixou as Lages Pintadas com o nome da amada, Lucrécia que botou chifre nele com seu Luis Gomes debaixo duma Macaíba. Macau ficou sabendo através de Major Sales, que falou pra Marcelino Vieira e este pra Martins que espalhou o fato. Em Maxaranguape, Messias Targino falou que esse assunto entre as Montanhas de Monte Alegre e Monte das Gameleiras, é com que as mães balançam nenem pra dormir. A notícia se “espaiou” até em Mossoró E pra se vingar, na noite de Natal ele noivou com Nísia Floresta, e pagou até uma promessa, fincando uma Nova Cruz em Olho Dágua dos Borges, depois de colocar na noiva, que ora o chamava de Ná, ora o chamava de Zinho uma reluzente aliança em Ouro Branco. Paraná, não faz isso, Paraú que estás fazendo. Parazinho! Se em Parelhas comigo, o povo ver! Vindo de Parnamirim, Aqui Passa e Fica muita gente! De Passagem, alguém pode ver e dar ruim Patu. Um Pau dos Ferros que parece mais uma Pedra Grande e ainda por cima uma Pedra Preta! Se seu Pedro Avelino vir isso, ele manda seu Pedro Velho acertar as Pendências com tu. Aí os Pilões podem abrir um Poço Branco em tua cabeça. Ver se te Portalegre mas baixa o facho senão vais pra cadeia em Porto do Mangue. Foi quando ele viu chegar o Presidente Juscelino com a Pureza dos políticos e prometer a Rafael Fernandes, eleger Rafael Godeiro, Prefeito de Riacho da Cruz e construir uma ponte em Riacho de Santana. Daí quando a batalha do Riachuelo virou um Rio do Fogo transformou em carvão Rodolfo Fernandes e Ruy Barbosa. Se pôs a rezar, clamando a Santa Cruz, Santa Maria, Santana do Matos e a Santana do Seridó. Que nos proteja Santo Antonio, ajuda São Bento do Norte, São Bento do Trairi, São Fernando, São Francisco do Oeste, São Gonçalo do Amarante, São João do Sabugi, São José de Mipibú, São José de Campestre, São José do Seridó e São Miguel do Gostoso, que tá desgostoso pra dedéu viu meu São Paulo do Potengi. Pediu a São Pedro pra mandar São Rafael trazer um gorozinho e quando tomou deu um grito: Isso sim é que é um São Tomé! Rogou a São Vicente pra trazer de volta o Senador Georgino Avelino pra ver se dar um jeito nessa bagaça, que tá ruim que nem presta. Por penitência subiu de joelhos a Serra Negra do Norte, Serra de São Bento, subiu piando a Serrinha dos Pintos e se destabacou ladeira abaixo, até o pé da Serrinha, a tempo de ver Severiano Melo comprar um Sítio Novo, onde preparou um Tabuleiro Grande com muito Taipu, para criação de Tangará. Viu Tenente Ananias se unir a Tenente Laurentino Cruz em Tibau do Sul para ajudar Tibau a sediar em Timbauba dos Batistas uma pegada de Touros. A pegada dos bichos foi um Triunfo Potiguar no meio do Umarizal. Mesmo morrendo de medo, derrubou um bitelão. Um vaqueiro se aproximou da sela e sentindo um odor bem desagradável perguntou: Parece que o senhor fez um serviço na sela? E tu acha que quem tá atrás de pegar um bicho desses tem tempo de descer pra defecar? Por fim, depois de 9 meses, já em Upanema, vi sentada no meio duma Várzea, a noiva gritando! Óia só! Venha Ver o que ocê fez, se for menina vai se chamar Vera Cruz, viu! Óia no que deu tua Viçosa bolinação. Se aperrei não, nós casa. Vou fazer teu buquê com as rosas lá de Vila Flor! Aí, seu Nazinho acordou.

Deixe uma resposta