Arcebispo Emérito da Paraíba é o primeiro bispo brasileiro a morrer pelo Covid-19

O exame do arcebispo emérito Dom Aldo Pagotto comprovou que sua morte foi causada pelo novo coronavírus, informou a nota divulgada pela Arquidiocese da Paraíba. O sacerdote de 70 anos estava morando em Fortaleza para se tratar de um câncer, quando foi infectado pela Covid-19 e acabou falecendo na última terça-feira.
Ele havido sido internado com pneumonia em um hospital da capital cearense no dia 1º de abril, e na última segunda-feira teve o quadro agravado e foi levado para a UTI, mas não resistiu horas depois.
Sepultamento sem fiéis
O corpo de Dom Aldo foi sepultado em caixão lacrado em cerimônia fechada na cripta da Paróquia de São Benedito, em Fortaleza, com a presença apenas de membros da Congregação do Santíssimo Sacramento, da qual fazia parte.
O Pe. Marcelo Carlos da Silva, provincial da congregação, disse que o sepultamento estava seguindo “as devidas precauções e recomendações provindas das autoridades sanitárias e governamentais, para salvaguardar a vida das pessoas e evitar o contágio do novo coronavírus”.
Quando a epidemia passar, os restos mortais de Dom Aldo devem ser transferidos para Basílica de Nossa Senhora das Neves, em João Pessoa, na Paraíba, onde ele foi arcebispo de 2004 a 2016.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *