Apagão atinge a Região Nordeste do País

Queimadas no Piauí provocaram a falta de luz em todos os Estados da região.

Duas queimadas no Piauí provocaram o apagão que atingiu todos os Estados do Nordeste do País na tarde desta quarta-feira, 28, segundo informou o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

Às 14h58 (horário de Brasília), houve o desligamento da linha de transmissão da IENNE entre as cidades de Ribeiro Gonçalves e São João do Piauí. Às 15h04, outro incêndio paralisou uma segunda linha em funcionamento no local, operada pela Taesa, “o que conduziu à perda de sincronismo e consequente separação da região Nordeste do restante do Sistema Interligado Nacional (SIN).”

O ONS ainda afirmou que “após identificada a origem da ocorrência, deu-se início à recomposição das cargas da região Nordeste, tendo a das capitais sido, praticamente, concluída às 17h30.”

Lobão. O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse que queimadas já afetaram o fornecimento de energia no Brasil anteriormente, assim como em outros países. Apesar do problema, o Lobão garantiu que o sistema elétrico brasileiro “é forte”.

Nesta época do ano, as queimadas são comuns em quase todas as regiões do País. Três Estados nordestinos – Bahia, Piauí e Maranhão – estão na lista dos que lideram o ranking de ocorrências de agosto.

Trânsito caótico. Em Recife, o apagão provou trânsito caótico, metrô parado e semáforos sem funcionamento. Os serviços de internet e das operadoras de telefonia também tiveram falhas, de acordo com relatos de moradores.

A sede da concessionária de energia Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf), em Recife, também ficou sem energia. A empresa tem rede de abastecimento em 8 de 9 Estados da região.

A autônoma Simone Lucena, que mora no bairro de Casa Amarela, diz ter ficado incomunicável durante o apagão. Ela ficou sem telefone e internet.

A capital do Estado do Ceará, Fortaleza, também teve todos seus semáforos apagados, provocando muita confusão no trânsito durante os 99 minutos que ficou sem energia. Todo o efetivo da Autarquia Municipal de Trânsito foi para as ruas tentar controlar o tráfego de veículos. Os maiores hospitais funcionaram com geradores próprios. O mesmo aconteceu com o Aeroporto Internacional Pinto Martins.

Das 20 rádios FMs de Fortaleza, cinco ficaram no ar. Outras emissoras de rádio e TV e sites de jornais da Região Nordeste também foram afetados.

Histórico. Entre setembro e dezembro do ano passado, uma série de apagões do setor elétrico atingiu vários Estados brasileiros.

O primeiro, em 22 de setembro de 2012, cortou o fornecimento de energia de toda a Região Nordeste, Pará e Tocantins. O último, em 15 de dezembro de 2012, atingiu 12 Estados das Regiões Sudeste, Sul, Norte e Centro-Oeste.

Fonte: Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *