A entrevista de João Maria da Casa Verde na Web Rádio São Paulo

João Maria da Casa Verde em entrevista a Web Rádio São Paulo
O empresário João Maria da Casa Verde, pré-candidato a vice-prefeito de Dr. Ivan, concedeu entrevista no final da tarde desta quinta-feira, 07, ao Programa Questão Política da Web Rádio São Paulo, que é apresentado por Josivan Afonso e Lucas Tavares.
Na entrevista que durou 45 minutos, João Maria falou diversas vezes sobre sua relação com o PMDB, partido no qual ele está filiado. Como é do conhecimento de todos, ele não tem a legenda peemedebista para ser pré-candidato a vice de Dr. Ivan (PTB), já que o partido já anunciou apoio a pré-candidatura de Pacelli (PDT).
Sobre como se filiou no PMDB, João falou o seguinte: “Nunca fui filiado a nenhum partido, e por acaso do destino, este ano o PMDB ficava me rondando para que me filiasse para fortalecer o partido, e diante da insistência eu resolvi assinar a ficha de filiação. Se não tivesse assinado, não estaria essa polêmica toda.”
Sobre o convite para ser pré-candidato a vice de Dr. Ivan e a posição do PMDB enquanto a isso, ele falou o seguinte: “Eu recebi o convite para ser vice de Ivan e, como estava filiado no PMDB, levei a proposta para o partido, e o que mais me deixou magoado diante disso tudo é que eu levei uma proposta para o presidente do partido [que era Azevedo] e até hoje eu recebi o silêncio. Isso é muito angustiante para uma pessoa que defendeu tanto um partido, segurou a bandeira desde o tempo do meu pai. Eu acho que eu merecia uma resposta de sim ou de não. Até hoje eu me considero um pré-candidato, porque o povo tem o ditado que diz, ‘quem cala consente’. Estão calados, então consentiram. Se me falarem que tem outro compromisso, eu ficarei satisfeito.”
João Maria relatou que chegou a ter uma conversa com membros do PMDB após se lançar pré-candidato a vice de Ivan, porém continuou sem resposta se o partido o apoiaria ou não. “Eu mandei um desaforo para o PMDB e foi como me procuraram. Então diante disso eles tiveram a consideração de me procurar, e mais uma vez sem resposta.”
Perguntado sobre uma possível interferência do diretório do PMDB, João Maria disse que procurou sim o diretório estadual, porém não foi para dar rasteira em ninguém. “Procuramos o diretório estadual [do PMDB] para que me desse uma resposta para me liberar, para que Dr. Ivan pudesse assim procurar um outro pré-candidato a vice-prefeito. Jamais procuramos ninguém para dar rasteira.”
Ele disse que irá caminhar com Ivan nas eleições deste ano, esteja na chapa majoritária ou não. “Estou com Ivan, independente de estar compondo ou não a chapa. Estou com ele porque acho que é o melhor para São Paulo do Potengi.”
Perguntado se ele tentou uma reaproximação com o PMDB depois que o partido trocou de presidente, assim ele respondeu: “Não procurei, porque o negócio ficou tão tumultuado. Eu me sinto constrangido em procurar alguém do PMDB. Bateram a porta na minha cara. Não tenho cara de chegar para alguém do PMDB para conversar. Lamento muito o que está acontecendo porque sou um filho do PMDB e me sinto excluído do partido.”
Sobre se existe a possibilidade de uma união com Pacelli, a resposta foi a seguinte: “De minha parte com certeza, não faço nenhuma objeção, mas acho difícil porque tem umas coisas que não se batem. Só quem pode responder isso é Ivan.”
Durante a entrevista ele falou várias frases que vale destaque, dentre as quais: “Hoje o PMDB tem o poder de segurar meu nome, mas o voto do povo eles não tem como segurar.” “O PMDB tá dividido em dois.” “Ultimamente o PMDB está expulsando os bacuraus do ninho.” “Eu me sinto humilhado!” “Acredito que vai ter os 4 candidatos a prefeito.”

Assista abaixo a entrevista na íntegra:

Do SPP News

Deixe uma resposta